James Cameron explica morte de Jack em 'Titanic'

Diretor se pronunciou 20 anos após estreia do filme

Publicado em 27/11/2017
Jack e Rose em cena da morte de Jack em 'Titanic'

Já se passaram 20 anos da estreia de Titanic nos cinemas mas, ainda hoje, os fãs insistem: o Jack (Leonardo DiCaprio) cabia na porta de madeira que Rose (Kate Winslet) usou para escapar da morte no oceano. Depois de declarações de Kathy Bates e da própria Kate Winslet sobre o assunto - admitindo que o protagonista poderia ter sobrevivido -, agora foi a vez de James Cameron se pronunciar sobre a polêmica.

Em entrevista à Vanity Fair publicada neste domingo (26), o diretor de Titanic declarou que havia, sim, espaço na porta para Jack. Contudo, o peso dos dois não seria suportado. Questionado pela repórter "por que Rose não deu espaço para Jack na porta?", ele disse: "a resposta é muito simples". "Obviamente, foi uma escolha artística, a coisa era apenas grande o suficiente para segurá-la, e não era grande o suficiente para segurá-lo".

O diretor completou que ele mesmo certificou que a porta não aguentaria os dois, mas apenas Rose até que ela fosse salva. Cameron ainda afirmou que era necessário que Jack morresse por conta da trama. "Se ele tivesse vivido, o final do filme não teria sentido... O filme é sobre morte e separação; ele teve que morrer", declarou. "É chamado de arte, as coisas acontecem por razões artísticas, não por razões físicas". 

Em comemoração aos 20 anos, Titanic voltará a ser exibido nos Estados Unidos totalmente masterizado. Um documentário comemorativo também foi anunciado em julho. Titanic: 20th Anniversary tem estreia prevista para dezembro na National Geographic dos EUA. 

Foto: Reprodução