Já vale a pena trocar seu aparelho de DVD por um Blu-Ray?

Quando chegou, o Blu-Ray ainda apresentava um valor muito elevado e poucas opções de conteúdo - mas a realidade mudou

Publicado em 29/07/2015

Assim como os televisores de alta definição, os aparelhos de Blu-Ray também teveram uma queda de preço bem grande e está muito mais acessível aos consumidores. E o melhor disso, os aparelhos também rodam as suas mídias de DVDs convencionais - desta forma você não perde nenhum disco de filme ou série que já tenha em casa.

Já é possível encontrar mídias por menos de R$ 200,00, e a vantagem é que além de não perder suas mídias mais antigas em DVD, estas ainda têm a imagem melhorada nos Blu-Rays. Isto porque os aparelhos possuem um sistema chamado Up Scale que converte a imagem de menor qualidade para uma melhor, com mais pixels.

O Up Scale é um processador de imagem e antes mesmo da imagem da mídia do DVD ser exibida durante a reprodução, ele capta as mesmas e refaz os cálculos exibindo-as em alta resolução, podendo alcançar até as 1080 linhas, desta forma deixando elas compatíveis com os televisores de alta resolução. No DVD comum a resolução é de apenas 720 por 480 linhas.

A diferença entre os aparelhos de DVD e Blu-Ray não param aí, uma das principais é em relação a quantidade de armazenamento que cada uma suporta. O Blu-Ray tem capacidade de até 50GB, contra 4.7GB do DVD, portanto é 10 vezes maior. E enquanto o Blu-Ray consegue ler DVDs, o DVD não consegue ler discos Blu-Ray. 

Portanto vale a pena sim trocar seu aparelho de DVD por um de Blu-Ray. Especialmente porque depois de ter acessa a imagens em alta resolução, você não vai mais querer assistir seus programas e filmes preferidos com qualidade inferior. 

Mas é claro, não só o Blu-Ray oferece esse tipo de imagem em qualidade superior. Atualmente, serviços digitais como Netflix ou mesmo Youtube oferecem muito conteúdos com imagem em altíssima definição, inclusivo com a tecnologia 4K, ainda inexistente no Blu-Ray.